Entrevista com o embaixador do Kuwait sobre o COVID-19

O Kuwait foi nomeado pela ONU como centro humanitário mundial. O Embaixador Nasser Al Motairi explica sobre a atuação no combate ao Covid-19


Entrevista concedida á Jornalista Fabiana Ceyhan

Embaixador do Kuwait no Brasil Nasser Al Motairi

“O Kuwait foi nomeado pelas Nações Unidas centro humanitário mundial e coloca em primeiro lugar a saúde do ser humano”


Por gentileza explique para nossos leitores o que o Kuwait tem feito no combate ao Covid-19:


Nasser Al Motairi: Vou listar os pontos importantes em todas as áreas:


1: O Estado do Kuwait não diferenciou os procedimentos entre os kuwaitianos e estrangeiros, todos receberam e recebem o mesmo tratamento. A Organização Mundial de Saúde elogiou os procedimentos adotados pelo Kuwait durante essa crise sanitária e afirmou que o país, é um dos melhores países do mundo em relação ao combate do Covid-19 e que aplicou procedimentos que respeitam as recomendações da OMS.


Medidas Tomadas:


2: O Kuwait não esperou que o vírus espalhasse muito, assim que apareceu o primeiro caso, o governo fechou as escolas, as universidades, e todos os lugares públicos. O Aeroporto continuou funcionando com limitações, assim como os supermercados e as lojas que vendem produtos essenciais, os hospitais e unidades de saúde.


3: O governo do Estado do Kuwait emitiu um decreto que suspendeu o trabalho em todos os ministérios, setores públicos e privados e se encarregou de pagar todos os funcionários do setor público, desde fevereiro até este momento.


4: O governo fez vários testes do COVID-19 para quem apresentou sintomas, e aqueles que testaram  positivo, foram enviados a hospitais específicos que tratam o Novo coronavírus. Em relação aqueles que tinham suspeitas, ou tinham sintomas, e não estavam em estado grave, foram alojados em hotéis 5 estrelas e foi oferecido também a eles, 3 refeições diárias gratuitas.


5: O Kuwait decretou toque de recolher. No início, as pessoas poderiam sair de casa até um certo horário, depois, em algumas regiões, que tiveram uma porcentagem maior de casos de COVID-19, foi decretado um toque de recolher completo, ninguém sai ninguém entra. O governo se encarregou de oferecer 3 refeições diárias e o transporte dos que apresentaram teste positivo até os hospitais e o tratamento da doença.


6: O governo fez vários procedimentos e deu várias ordens para que os empresários do setor alimentício não aumentassem os preços dos produtos e também estabeleceram uma forma de organização e regras para supermercados, na venda desses produtos. Passou a ser permitido também o serviço de tele-entrega até as casas dos kuwaitianos.


Ministério da Saúde do Kuwait :


7: Para evitar as fake News, o governo, através do ministério da saúde, faz uma coletiva de imprensa diariamente para  explicar para os jornalistas, a situação atualizada e informações, com os números de infectados, casos de cura e de óbitos.


8: O ministério da saúde colocou um serviço on-line para consultas e também por telefone para que doentes recebam as as orientações médicas e caso sejam receitados, receber os remédios em casa.


Segurança Pública:


9: O governo, através do ministério do interior, que cuida da segurança pública, organizou uma campanha para conscientizar todos os cidadãos em vários idiomas. Foram usados drones nos bairros onde haviam sido registrados os maiores números de infectados pelo Novo coronavírus.


10: O governo criou um fundo provisório para receber a ajuda de empresas e de pessoas físicas e vários empresários ofereceram seus hotéis para hospedar os infectados. Donos de hóteis e de hospitais particulares também colocaram seus hospitais e clinicas a disposição do Ministério da Saúde. Comerciantes e empresários do ramo de alimentos, ofereceram refeições diárias para os infectados.


11: O governo emitiu um decreto suspendendo todas as dívidas dos kuwaitianos e dos aposentados durante um período de 6 meses.


12: Grande parte das agências imobiliárias e donos de imóveis emitiram notas dizendo que iriam suspender o recebimento do pagamento dos moradores, dos inquilinos, durante o período da pandemia.


13: O Kuwait organizou, no domingo (19 de abril), uma mega operação que é considerada a maior operação da sua história para repatriação de 60 mil kuwaitianos no exterior que vão ser trazidos em diferentes voos de muitos países de volta ao Kuwait.


Assim que  retornarem, eles serão obrigados a usar uma pulseira eletrônica com GPS para monitora-los durante a quarentena, a maioria desses cidadãos que estavam no exterior se hospedarão em hotéis 5 estrelas e receberão as 3 refeições diárias de maneira gratuita pelo governo do Kuwait.


Conte-nos sobre a ajuda humanitária do Kuwait e a colaboração com a Organização Mundial de saúde.


14: Mesmo com esses grandes gastos financeiros que o Kuwait está assumindo durante essa crise de saúde, o Kuwait, como foi nomeado pelas Nações Unidas, centro humanitário mundial,também tem outros cuidados com as pessoas necessitadas, e coloca em primeiro lugar a saúde do ser humano, sendo assim, o Estado do Kuwait ofereceu uma ajuda a organização mundial de saúde que chegou na faixa de 40 milhões de dólares para poder apoiar seus esforços para combater o COVID-19 durante essa crise.


15: O Banco Central do Kuwait passou um valor que chegou a 1 bilhão e 600 milhões de dólares americanos para o orçamento dos ministérios para combater o vírus do COVID-19 e baixou os juros de 2,5 para 1,5.


16: Os casos de infecção pelo COVID-19 no Kuwait são, na data de hoje (19 de abril) , 1915 casos, e 7 mortos.



O MUNDO DIPLOMÁTICO