Entrevista exclusiva com o Embaixador do Japão no Brasil Hayashi Teiji

1- O Senhor poderia falar um pouco sobre os planos de sua missão no Brasil e em quais áreas o sr pretende aprofundar as relações bilaterais?

Assumi o cargo de Embaixador do Japão no Brasil em dezembro do ano passado. Anteriormente, fui Ministro-Assistente para Assuntos sobre América Latina e o Caribe no Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão, onde estive envolvido em diplomacia com países latino-americanos, incluindo o Brasil. Embora este seja o meu primeiro cargo no Brasil, visitei o país várias vezes na vida profissional e tenho muitos amigos aqui.

Para o Japão, o Brasil possui grande importância como um parceiro global estratégico que compartilha valores básicos como liberdade, democracia, respeito aos direitos humanos e o Estado de Direito. Como embaixador no Brasil, gostaria de desenvolver ainda mais a cooperação bilateral com o Brasil, bem como cooperações nas plataformas internacionais.

Especificamente com base por exemplo no Memorando de Cooperação de Tomé-Açu, sobre o uso sustentável da biodiversidade da Amazônia, que foi assinado durante a visita do então Chanceler Motegi ao Brasil em janeiro de 2021, e no Memorando de Cooperação e Intercâmbio em Defesa assinado em dezembro de 2020, promoveremos ainda mais a cooperação nestas áreas.

Além da cooperação bilateral, os dois países têm trabalhado estreitamente juntos na esfera internacional, por exemplo, organizando reuniões informais entre o Japão e Brasil para tratar sobre temas relacionados às mudanças climáticas e lançando o Diálogo Japão-EUA-Brasil. No primeiro encontro de Diálogo Japão-EUA-Brasil, realizado em Brasília em novembro de 2020, representei o Japão como Ministro-Assistente para Assuntos Sobre América Latina e o Caribe, e confirmamos os três pilares que formam o alicerce do diálogo: fortalecimento da coordenação política em assuntos regionais, busca de prosperidade econômica compartilhada, e fortalecimento da governança democrática.

Como Embaixador no Brasil, estou ansioso para desenvolver ainda mais a cooperação com o Brasil na arena internacional.

2- Sabemos que a comunidade de descendentes de japoneses talvez seja uma das maiores do mundo, o sr acredita que este fato aproxima nossos países e pode ajudar ainda mais?

Os aproximadamente 2 milhões de nikkeis brasileiros são laços humanos especiais entre os dois países. Eles constituem a pedra fundamental da nossa estreita amizade. No início da imigração, os imigrantes japoneses eram principalmente trabalhadores agrícolas mas, através de seus incansáveis esforços, conquistaram a confiança da sociedade brasileira em uma ampla gama de campos. E desde então vêm contribuindo imensamente para o desenvolvimento do Brasil.

Além disso, os nikkeis introduziram a cultura e os valores japoneses na sociedade brasileira e, como resultado, muitos brasileiros se tornaram familiarizados com o Japão. Por exemplo, a comida japonesa, como sushi, yakissoba, tempura, etc., tornou-se popular no Brasil, através dos festivais do Japão realizados por nikkeis em vários lugares. Em novembro do ano passado, mais de 20 mil pessoas foram à Feira do Japão em Brasília, onde japoneses, nikkeis e não-nikkeis se divertiram muito juntos. A comunidade nikkei é uma importante ponte de amizade entre o Japão e o Brasil, aproximando os corações dos dois países. Eu continuarei a apoiar suas atividades da melhor forma que puder.



********

3- Existe atualmente algum intercâmbio para pesquisadores brasileiros no Japão que possam contar com bolsas de estudos?

Acredito que o intercâmbio acadêmico, assim como o intercâmbio político e o econômico, é muito importante para um entendimento mútuo mais profundo entre os dois países e a resolução conjunta de questões internacionais. Gostaria de promover uma cooperação mais profunda e em várias camadas entre o Japão e o Brasil, inclusive no campo acadêmico.

Para os brasileiros que desejam estudar no Japão, o Governo do Japão oferece uma bolsa de estudos, que cobre as despesas de viagem, mensalidades e moradia. Para obter informações detalhes sobre como se inscrever, visite nosso site da Embaixada do Japão.

https://www.br.emb-japan.go.jp/itpr_pt/bolsas_programas.html

Além do governo, entidades privadas também oferecem bolsas de estudo e promovem os programas de convite a pesquisadores estrangeiros para universidades japonesas.

https://www.studyinjapan.go.jp/en/planning/by-style/pamphlet/

O Japão dispõe também de fundos para pesquisadores japoneses e estrangeiros colaborarem em questões específicas. Se vocês estiverem interessados, entrem em contato conosco.

4- por gentileza, use este espaço para falar sobre as relações comerciais entre Brasil e Japão que o Sr considere importante no contexto atual

Atualmente, nas relações comerciais Japão-Brasil, os principais produtos de exportação do Brasil são recursos minerais como o minério de ferro e recursos alimentares como frango, soja e café, e os principais produtos de exportação do Japão são máquinas, autopeças, entre outros.

Existem cerca de 700 empresas japonesas operando no Brasil, muitas delas no setor de manufatura, contribuindo para a criação de empregos e para a promoção da inovação no Brasil.

Do ponto de vista mais próximo a vida cotidiana, no Brasil, com as divulgações da comunidade Nikkei, a culinária japonesa tornou-se popular e eu fico muito feliz por isso. Quero me empenhar ainda mais para que mais brasileiros possam saborear a autêntica culinária japonesa como a segura e deliciosa carne de wagyu, o saquê e o shochu, entre outros alimentos e bebidas.

5- Poderia nos dar uma mensagem sobre as recentes inundações no nordeste do Brasil?

Em 28 de dezembro, o Primeiro Ministro do Japão, Fumio KISHIDA, e o Ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, HAYASHI Yoshimasa, expressaram suas condolências às famílias das vítimas e simpatia às pessoas afetadas pelas enchentes que atingiram o estado da Bahia

Gostaria de expressar minha mais profunda consternação ao Governo e ao povo do Brasil pelos enormes danos causados pelas recentes inundações no Nordeste do país. Gostaria de oferecer minhas mais sinceras condolências às famílias enlutadas daqueles que perderam suas vidas. Desejamos uma rápida recuperação para todos os afetados e uma rápida recuperação para as áreas afetadas.

Em resposta às recentes inundações, o Japão forneceu suprimentos de emergência (barracas, cobertores, lonas plásticas, etc.) através da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA). Nos últimos anos, o Japão tem sido também afetado por enchentes. Como sinal de solidariedade entre o povo japonês e o povo brasileiro, esperamos que esta ajuda seja útil para as vítimas das recentes inundações.

O MUNDO DIPLOMÁTICO