Filme jamaicano lota o cine Brasília e emociona os presentes

A Embaixada da Jamaica no Brasil, é uma das participantes do festival de cinema caribenho e latino americano e apresentou ontem o filme A Vida no Gueto” (Ghett’a Life). Antes do filme a equipe da embaixada preparou cortesias para os presentes que puderam saborear delícias do país e ganhar brindes.  A embaixadora do país no Brasil, Sharon  J Miller discursou antes da exibição do filme e afirmou que seu país , a jamaica, não é apenas um destino lindo com belas praias mas também um  país aberto para negócios que deseja expandir suas relações comerciais com o Brasil e o mundo. A embaixadora agradeceu toda a sua equipe na preparação do evento em especial a ministra conselheira Laura McNeil pela organização .

De Chris Browne (2011, drama, Jamaica, 104 minutos, 18 anos) Vencedor do Festival de Cannes( França) Sinopse: O filme gira em torno de um garoto de 16 anos chamado Derrick (Kevoy Burton) que quer ser pugilista. O ambicioso protagonista deseja ser um boxeador profissional e representar a Jamaica nas Olimpíadas. O único problema é que o ginásio onde precisa treinar para se tornar um competidor importante fica numa comunidade rival, o que significa que ele terá que arriscar sua vida para seguir o seu sonho





O filme jamaicano Ghett'a Life elevou o nível de sucesso na indústria cinematográfica jamaicana, ganhando o prêmio “Best Pitch” no Festival de Cinema de Cannes, na França. Este festival de cinema, que acontece anualmente na região sul da França, é considerado o evento cinematográfico de maior prestígio do mundo. O Ghett'a Life ganhou uma exposição substancial no festival, que atrai constantemente os atores e profissionais do cinema de maior bilheteria do mundo, além de distribuidores que buscam assinar acordos com filmes potencialmente lucrativos. Kim Marie-Spence, Film Comissioner aceita o prêmio Best Script Award no Festival de Cannes no mês passado em nome da Ghett'a Life s. O roteiro ganhou o prêmio de roteiro de Hartley Merrill International naquele ano no mesmo festival de Cannes, um anúncio apropriado de que este não era um filme típico da Jamaica. O burburinho em torno do filme vem gerando uma tremenda atenção e interesse em seus altos valores de produção, seu roteiro reconfortante e seu enredo e imagens convincentes. Este ano, o prêmio “Best Pitch” de Cannes por Ghett'a Life efetivamente o coloca em uma pequena categoria de filmes que estão preparados para moldar o caráter da indústria cinematográfica jamaicana e reforçar a marca como uma força mundial a ser reconhecida. Ghett'a Life é escrito, dirigido e produzido pelo aclamado Chris Browne, que também dirigiu o maior filme de bilheteria da Jamaica, o Third World Cop. O impressionante currículo de Browne também inclui os premiados curtas Entradas Negadas e Crossfire. Foi Line produzida por Natalie Thompson, que tem grande elogio pela dedicação de nossa equipe local, sem a qual o filme não poderia ter sido concluído dentro do cronograma e do orçamento. Ele é montado no pano de fundo do centro da cidade de Kingston e explora a tentativa de um garoto de alcançar a glória do boxe, apesar da divisão política que ameaça destruir sua comunidade e país. Sua jornada o leva a um caminho que o forçará a desafiar sua família e sua comunidade e o resultado irá destruí-lo ou unir sua comunidade.

O MUNDO DIPLOMÁTICO